Arquivos | Sobre Medicamentos RSS feed for this section

Intercambialidade, atenção farmacêutico e consumidor

2 fev

O receituário traz o nome do medicamento prescrito com a Denominação Comum Brasileira (DCB) ou a Denominação Comum Internacional (DCI), mas na hora de levar o produto o consumidor recebe a proposta de trocar por um medicamento similar, ao invés de adquirir o medicamento de referência ou o genérico conforme prevê a legislação.

A troca de medicamentos entre as marcas de referência, genéricos e similares ainda gera grandes dúvidas para a população e para os farmacêuticos. Todos os dias, o Departamento de Orientação Farmacêutica (DOF) do CRF-SP recebe um grande número de questionamentos quanto às regras para dispensação desses medicamentos e, por esse motivo, emitiu um esclarecimento técnico com trechos das definições e orientações, segundo a legislação vigente, sobre a forma correta de praticar a intercambialidade. Confira abaixo:

Lei nº. 9.787, de 10/2/1999

Medicamento de referência: medicamento inovador registrado no órgão federal responsável pela vigilância sanitária e comercializado no País, cuja eficácia, segurança e qualidade foram comprovadas cientificamente junto ao órgão federal competente, por ocasião do registro.

Medicamento genérico: medicamento similar a um produto de referência ou inovador, que se pretende ser com este intercambiável, geralmente produzido após a expiração ou renúncia da proteção patentária ou de outros direitos de exclusividade, comprovada a sua eficácia, segurança e qualidade, e designado pela DCB ou, na sua ausência, pela DCI.

Medicamento similar: aquele que contém o mesmo ou os mesmos princípios ativos apresenta a mesma concentração, forma farmacêutica, via de administração, posologia e indicação terapêutica, e que é equivalente ao medicamento registrado no órgão federal responsável pela vigilância sanitária, podendo diferir somente em características relativas ao tamanho e forma do produto, prazo de validade, embalagem, rotulagem, excipientes e veículos, devendo sempre ser identificado por nome comercial ou marca.

A dispensação de medicamentos em farmácias e drogarias deve seguir o que determina a Resolução RDC nº 16/07 conforme abaixo:

2. Dispensação

2.1. Será permitida ao profissional farmacêutico a substituição do medicamento prescrito pelo medicamento genérico correspondente, salvo restrições expressas pelo profissional prescritor;
(…)
2.3. Nos casos de prescrição com a Denominação Comum Brasileira (DCB) ou a Denominação Comum Internacional (DCI), somente será permitida a dispensação do medicamento de referência ou de genérico correspondentes;

A Resolução RDC 53/07 item 2.1 determina que para o Serviço Público a dispensação observará a disponibilidade de produtos no serviço farmacêutico das unidades de saúde, não sendo necessário seguir as determinações quanto à intercambialidade. Dessa forma é possível que um medicamento similar seja dispensado em substituição ao medicamento genérico caso este não esteja disponível na unidade de saúde.

RESOLUÇÃO – RDC nº 53, DE 30 DE AGOSTO DE 2007

Art. 1º Altera os itens 1.2. e 2.1., ambos do item VI, do Anexo, da Resolução RDC nº 17, de 2 de março de 2007, que passam a vigorar com a seguinte redação:

“1.2. As aquisições de medicamentos, sob qualquer modalidade de compra, assim como as prescrições médicas e odontológicas de medicamentos, no âmbito do Sistema Único de Saúde – SUS, adotarão obrigatoriamente a Denominação Comum Brasileira (DCB) ou, na sua falta, a Denominação Comum Internacional (DCI).”

“2.1. A dispensação de medicamentos no âmbito do SUS será feita mediante a apresentação de receituário emitido em conformidade com o disposto na Lei n.º 9.787, de 1999*, e observará a disponibilidade de produtos no serviço farmacêutico das unidades de saúde.”

A RDC 53/07 revogou de maneira tácita os itens (1.2 e 2.1 do item VI, do Anexo da Resolução RDC nº 17, de 2 de março de 2007) publicados na Resolução RDC nº 51 de 15 de agosto de 2007 (que previam a possibilidade de dispensação de medicamentos similares em caso de prescrição pela DCB ou DCI), conforme esclarecimentos da Assessoria Técnica da Anvisa ao CRF-SP na época da publicação dessas resoluções.

Assim, as farmácias e drogarias privadas devem seguir o disposto no item 2.3 da Resolução RDC nº 16/07 (abaixo), não sendo permitida a dispensação do medicamento similar em casos de prescrição com a DCB ou DCI.

2.3. Nos casos de prescrição com a Denominação Comum Brasileira (DCB) ou a Denominação Comum Internacional (DCI), somente será permitida a dispensação do medicamento de referência ou de genérico correspondentes;

Veja abaixo uma figura simplificada de como podem ser realizadas as intercambialidades.

fonte: CRF-SP

Perguntas e Respostas sobre antibióticos.

7 dez

Como é um assunto  que gera muitas dúvidas perante aos farmacêuticos que trabalham em drogaria e perante aos consumidores, aqui vai uma lista de perguntas e respostas que encontrei.

1- Qual é, afinal, o modelo de receita para venda de remédios antimicrobianos?

A resolução não estabeleceu um modelo específico, indicando apenas as informações mínimas obrigatórias. A receita deve ter: o nome do medicamento ou da substância dosagem ou concentração,e quantidade; nome do profissional com sua identificação profissional, endereço, telefone, assinatura e marcação gráfica (carimbo); identificação do usuário; identificação do comprador; data da emissão e identificação do registro de dispensação. A receita deve ter duas vias -uma ficará retida na farmácia e a segunda deve ser devolvida ao paciente como comprovante do atendimento.

2- Qual a validade da receita?

Dez dias em todo território nacional.

3 – O médico poderá prescrever diferentes medicamentos na mesma receita?

Não há limites de quantos medicamentos diferentes podem ser prescritos em uma única receita. Porém, a receita deve ser usada uma única vez.

4- Existe uma quantidade máxima de unidades que podem ser vendidas por receita?

Não. A quantidade deve estar de acordo com a prescrição.

5- As farmácias e drogarias poderão vender esses remédios por meio remoto?

Somente farmácias e drogarias abertas ao público, com farmacêutico responsável presente durante todo o horário de funcionamento, podem realizar a dispensação de medicamentos solicitados por meio remoto como telefone, fac-símile (fax) e internet. É imprescindível a apresentação, avaliação e retenção da receita pelo farmacêutico para a dispensação desses medicamentos, mesmo solicitados à distância.

6- A venda poderá ser feita em quantidade maior ou menor que a prescrita na receita?

A venda, sempre que possível, deve atender exatamente à quantidade receitada. No caso da inexistência de embalagem fracionável ou que não contemple exatamente o tratamento prescrito, poderá ser vendida a embalagem imediatamente superior em quantidade.

Fonte:  http://www1.folha.uol.com.br/fsp/saude/sd0712201002.htm

Medicamentos LISTA C, que podem ser dispensados até 180 dias

31 out

Muitas pessoas estão me mandando email me perguntando quais medicamentos podem ser dispensados para 180 dias, e quais podem ser dispensados para 60 dias.

Pedi ajuda de uma amiga farmacêutica que trabalha em drogaria @mesquita_aline , que me mandou a lista dos medicamentos da classe C, que podem ser dispensados para até 180 dias. (abaixo)

Anticonvulsivantes:

Auram, Carbamazepina (g), depakene, depakote, edhanol, epelin, etoxin, fenitoina (g), fenobarbital (g) gabapentina (g), gardenal, hidantal, lamictal, lamitor, lamotrigina (g), leptard, lyrica, neural, neuroxin, oxcarb, oxcarbazepina (g), primid, tegretard, tegretol, topamax, topiramato (g), toptil, torval CR, trileptal, valpakine, valproato de sódio (g), zyvalprexa.

Antiparkinsonianos:

Akineton, Akineton Retard, Alois, Biperideno (g), Cinetol, deprilan, Ebix, jumexil, mantidann, memantina (g), niar, requilip, selegilina (g), sifrol, sigrol ER , stalevo, tasmar.

*obs: os nomes que contém o (g), são os medicamentos genéricos.

Agora você já pode discutir com certeza com aquele cliente chato!

Dermocosméticos

1 out

Dermocosméticos não são cosméticos, não são medicamentos, dermocosméticos são dermocosméticos, são produtos importados, geralmente caríssimos que a mulherada e os dermatologistas dizem que produzem algum efeito geralmente mágico na pele da pessoa.

As vezes está mais ligado com o efeito placebo, não sei…

As marcas mais conhecidas de dermocosméticos são: Vichy, La Roche Posay, Biotherm, Lancome, Avene, esses “brinquedinhos” podem chegar a custar até uns 300 reais! O.o Absurdo! E as drogarias exploram isso, colocando Dermo Consultoras para fazer a propaganda desses negocinhos na farmácia, prometendo milagres, prometendo a redução das rugas em 100% em uma senhora de 80 anos.

Esses dermocosméticos geram um lucro ABSURDO pras redes farmacistas, por isso cada vez mais estão explorando esse lado, pois todo mundo sonha em ter a beleza perfeita e absoluta!

São produtos com atividade nas camadas mais profundas da pele, capazes de promover modificações fisiológicas que resultam em melhora de aspectos físicos na pele (é o que dizem..).

Esses produtos são intermediários entre os medicamentos e os cosméticos, todavia são reconhecidos pela ANVISA como cosméticos Grau 2, ou seja, produtos com indicações específicas, cujas características exigem comprovação de segurança e  eficácia, bem como informações e cuidados quanto ao modo e restrições de uso.

Os dermatologistas adoram prescrever esses tais cosmecêuticos (outro nome que podemos dar), porém sua venda é livre, e qualquer pessoa pode chegar e comprar. SIM, ele pode acarretar em danos na pele, pois alguns deles são compostos de ácido e feitos para serem usados a noite e retirados durante o dia. Caso a pessoa não leia direito o modo de usar, e não passar protetor solar ou bloqueador DIARIAMENTE capaz de ficar com o rosto todo queimado empipocado e colocar a culpa no fabricante do produto.

Mas esses são os produtos na moda, mas é como eu sempre digo TODO CUIDADO É POUCO, com a saúde e com o bolso.

Os fumantes

19 set

As vezes antes do seu câncer de pulmão, esofago, laringe, faringe, ou até mesmo na boca, na língua.. ou então a sua enfisema pulmonar aparecer, é a hora de parar de fumar.

Pessoas fumantes são fáceis de ser reconhecidas, seu cheiro entorpece o local, sua cor é diferenciada um amarelo meio escuro, sua voz é sempre com rouquidão pois suas cordas vocais e a traquéia já estão afetadas, sem falar nos dentes, um amarelo que nem tomando quantidades infinitas de coca poderia ser tão amarelo.

Não adianta comer trident para aliviar o mal hálito.

Não adianta passar 1L de perfume importado, o cheiro não irá sair.

Fumante sempre terá características de fumante. E fumante sempre toma café, porque? Eu não sei. Deve ser algum fator relevante com a ansiedade e adrenalide.. enfim.. não sei pois nunca fui fumante. E nem nunca gostei de café.

O estranho é, porque as pessoas se tornam fumante? É uma coisa tão assim sem ser preconceituosa mas é um tal de puxa fumaça, solta fumaça… Sem gosto, sem sal, sem vida. Apenas fumaça. E mesmo com todos aqueles dizeres horríveis atrás da caixa de cigarro eles fumam. Impotência? Não tem problema pra eles. Má formação do feto? Também eles não ligam. Fora todos os canceres e doenças e etc.

Bom, algumas pessoas depois de um certo tempo caem na real e decidem parar de fumar. E então vão procurar ajuda, sendo ela médica, psicológica ou vão parar na drogaria.

Existem diversas coisinhas para ajudar a parar de fumar.

Tem em formato de pastilha, formato de chicletes, formato de adesivo e até mesmo comprimido.

Esses medicamentos são divididos em nicotínicos e não-nicotinicos. (um a base de nicotina e outro não).

Os medicamentos nicotínicos, se apresentam nas formas de adesivo e goma de mascar. Correspondem a formas de liberação lenta de nicotina. (Nicorette e Niquetin)

Já os não-nicotinicos, são os famosos antidepressivos, de receita controlada, que ajudam a diminuir a ansiedade (Bupropiona [Bup, Zyban] e Nortriptilina.)

A goma de mascar juntamente com a bupropiona reduz severamente a quantidade de cigarros por dia, mas vale também que deve-se ter uma força de vontade, pois é querer mesmo se livrar do vício.

A nicotina é viciante pois ela ativa a liberação da substância dopamina no cérebro que tras um efeito relaxante e agradavel.

Há também o medicamento champix. O principio ativo parece destruir o sentimento de satisfação do fumante quando fuma. Simplificando o medicamento ocupa o lugar da nicotina no cérebro, reduzindo os sintomas de abstinência até extingui-los. O preço do Champix é um pouco caro, porém se for fazer a conta de quanto já gastou em cigarros na sua vida o preço fica até barato… O champix não necessita de receita médica para ser vendido. Sua venda é livre, os efeitos colaterais são infimos, mas pra quem é fumante a muito tempo quase não significa nada (alteração dos sonhos, insónias, cefaléias e náuseas)

É válido testar qualquer tipo de tratamento e ajuda psicológica é fundamental pra quem quer se livrar de um vício.

Antes de começar a fumar pare e pense: O que eu irei ganhar com isso? O que eu irei perder com isso? Mas se você quiser… fuma ué, afinal, você também pode morrer atropelado…

Receita B2 (azul) – Anorexígenos.

14 set

O sonho de ficar magra. O milagre. A luz no fim do túnel. Todos os seus problemas acabaram, compre um remédio tarja preta receita azul B2 (classe dos anorexígenos) e fique esbelta pra sempre e o melhor, COMENDO!

Mentira! Mentira! Mentira! Mentira!Mentira! Mentira!Mentira! Mentira!Mentira! Mentira!Mentira! Mentira!Mentira! Mentira!Mentira! Mentira!Mentira! Mentira!Mentira! Mentira!Mentira! Mentira!Mentira! Mentira!Mentira! Mentira!Mentira! Mentira!Mentira! Mentira!Mentira! Mentira!Mentira! Mentira!

Ainda existem homens e mulheres que acreditam em papai noel. E acreditam que míseros remedios vão fazer um milagre, milagre do qual comendo uma pizza inteira poderá emagrecer. As vezes pode até acontecer de ter uma perca de excesso de peso sim, pois os anorexígenos diminuem a ansiedade e assim inibem a fome e aquela vontade de comer. Eles ajudam óbvio, mas se acompanhados de uma receita e um controle médico integral.

Para comprar um desses remédios mágicos deve-se:  possuir uma receita azul B2, devidamente preenchida, carimbada, sem erros ortográficos, sem letra garrancho de médico, com dosagem e posologia adequada!

É uma receita que fica retida na farmácia, pois trata-se de remédios controlados, tarja preta. E esses remédios são muito muito controlados, um errinho na receita e pronto a farmácia não o vende. Ela tem validade de 30 dias, e pode-se vender medicamentos para um tratamento de até 30 dias.

Esses medicamentos promovem a estimulação do sistema nervoso, podendo ter como efeito colateral a agitação, constipação intestinal, dor de cabeça, taquicardia, boca ressecada, aceleração da frequência cardíaca, palpitações, constipação, enjoo, dor abdominal, diminuição da libido, dificuldade de urinar, depressão após o uso.

Recentemente a sibutramina que era vendida em receita branca comum, (lista C), passou para a lista B2, devido ao uso indevido do medicamento no Brasil. É estritamente proibido a venda de sibutramina em receita branca. Médico que faz isso no mínimo não lê nem a página inicial do UOL.

Tipos de anorexígenos mais comuns: Femproporex (que é o Desobesi-M), Anfepramona (Dualid S, Inibex S), Sibutramina (Plenty, Biomag, Redulip, Reductil, Saciete, Slenfig, Sigran, Sibus, Vazy), Mazindol (Fagolipo, Absten S, Moderine),

Todo cuidado é pouco com esse tipo de tratamento.

Além de todos esses efeitos colaterais, se misturados com alcool, potencializam o efeito do alcool.

A mistura dos mesmos com antidepressivos podem trazer efeitos colaterais irreversíveis.

Use sempre com orientação médica e na dúvida pergunte a um farmacêutico.

A venda desses medicamentos sem receita É CRIME, TRÁFICO DE DROGAS!

Aplicações subcutâneas – Clexane

2 set

Já expliquei pra vocês, os diversos medicamentos que podem ser aplicados via intramuscular, agora vou explicar os que são aplicados via subcutânea, embaixo da pele.

É uma injeção bem tranquila, nem um pouco dolorida, a agulha é super fina e curta, e é facílimo de aplicar, diabéticos podem se auto aplicar.

Pode-se aplicar na região do braço (no famoso tchau) e na barriga (onde ficam os pneuzinhos mesmo) o modo de aplicar é bem simples: é só segurar aquela gordurinha em forma de prega e aplicar com a prega feita, aplicou, contar até 10, soltar a prega e após isso retirar a agulha, porque a contagem? Para não haver a volta do medicamento e o vazamento do mesmo.

Clexane

É a famosa enoxoparina sódica, existe em dosagens de 20, 40, 60, 80 ou 100mg. É usada pro tratamento de trombose, associado a cirurgia ortopedica ou geral. Há pacientes com insuficiencia cardiaca, insuficiencia respiratório, infecções graves e doenças reumáticas que também fazem o uso. O clexane permite a prevenção da coagulação no circuito da circulação durante a hemodialise.

Geralmente também quem faz essas cirurgias para a redução do estomago, faz o uso de aproxidamente 1 semana de clexane, devido ao tempo que permanece deitado no hospital, para evitar edemas pulmonares e tromboses.

É um medicamento super caro, quando eu digo super caro é que é super caro mesmo, em torno de 90 reais, 2 seringas com o medicamento.

No Clexane a seringa já vem preenchida com o medicamento, está pronta é só aplicar. É bom lembrar que há uma pequena bolha de gás dentro da seringa, essa bolha não deve ser retirada, pois ela que dá a pressão para a aplicação.

Você pode aplicar o clexane em você mesmo, em posição sentada e na barriga, 3 dedos de distância do umbigo. Deve-se alternar sempre o local da aplicação, para não ocorrer a necrose da pele, ora do lado esquerdo da barriga, ora do lado direito. Lembrando 3 dedos de distância do umbigo!

Nunca! Mas nunca mesmo massagear o local após a aplicação. Primeiro que é uma coisa não ética você massagear a barriga de um paciente, segundo que pode ocorrer um sangramento no local. Então só pressione o local.

É muito comum em drogaria as pessoas virem tomar apenas 1 vez, e nas próximas elas mesmo se aplicarem em casa, pois é um procedimento muito simples. Mas todo cuidado é pouco, clexane é um medicamento caríssimo, sua seringa é de vidro e se cair no chão quem paga é você.

Futuramente estarei explicando sobre insulina, mas basicamente o conceito de aplicar a insulina é o mesmo do clexane.

Medicamentos controlados: LISTA C!

23 ago

Existem vários medicamentos controlados, lista A, B, e C.

A lista C, é a famosa receita branca, que vem em duas vias, uma pra você e uma que fica retida na farmácia, a que fica com você é pra você ver a posologia, o modo que se toma e por quanto tempo se toma e a que fica na farmácia é para ser enviada para a vigilância sanitária.

Os médicos podem escrever em qualquer folha um medicamento controlado da lista C, até em um saco de pão (e isso é sério, já peguei medicamento escrito em saco de pão! assinado e carimbado pelo médico), a receita não precisa vir necessariamente escrita: RECEITUARIO DE CONTROLE ESPECIAL, porém deveria. Mas a ANVISA não exige isso.

A receita branca deve conter: Nome do paciente, endereço do consultório médico ou hospital, medicamento com dosagem, modo de usar e quantidade de tempo, data, carimbo do médico com CRM e assinatura do médico.

Geralmente as drogarias aceitam receitas sem data. Algumas até aceitam sem carimbo (mas tem que ter o CRM do médico em algum lugar da receita).

Lembrando a todos que receitas controladas devem ter validade de 30 dias! Ou seja se você pegou a receita no médico hoje 22/08, poderá comprar seu medicamento até dia 20/08 (pois o mês de Agosto tem 31 dias!!)

Podem ser vendidos medicamentos para tratamentos até 60 dias, antidepressivos e ansioliticos, que servem para tratar ansiedade, sindrome do pânico, estress, remédios pra dormir os famosos hipnóticos tipo:  Pondera, Paroxetina, Bupropiona, Seroquel, Zyban, Stilnox (que é o Zolpidem).

Há também os analgésicos aqueles que são especificos para dor muito forte e estão na classe de controlados por conterem algum derivado de morfina no caso a codeína que causa dependência que são: Tylex, Codex, Tramal (Tramadon), Celebra, Arcoxia, entre outros.

Agora existem medicamentos da classe C que podem ser vendidos para um tratamento de até 180 dias que são os antiparkisonianos (mal de Parkinson, aquela doença que faz tremer sabe?) e antiepiléticos (para ataque epilético) que são: Gardenal, Depakote, Trileptal, Niar, Depakene… etc..

E também há os famosos anabolizantes que os garotões adoram tentar comprar com receitas fria sabem? Durateston, Decadurabolin, Nebido..

REGRA: QUALQUER INJETÁVEL SÓ PODE VENDER 5 AMPOLAS, PORTANTO NÃO INSISTA, É 5 AMPOLAS E SÓ. (Sendo ele controlado, óbvio!)

Receitas de outro estado: você pode sim comprar em São Paulo, porém sua receita tem que ser perfeita estar com todos campos preenchidos e não pode ser numa sacola de pão né?

Similar X Genérico X Original em receitas CONTROLADAS.

Não, não se pode vender medicamento similar no lugar do original se for o original que estiver sendo pedido na receita ou vice-versa.

Sim você pode levar o genérico se o médico estiver pedindo o original, caso ele esteja pedindo o similar você não pode levar o genérico.

NÃO INSISTA, ESTÁ NA LEI. E A LEI FOI FEITA PARA SER CUMPRIDA. OK? Se na drogaria X te vendem, vá na drogaria X e compre, o problema é deles, não insista pois a drogaria Y não vai te vender.

NÃO TENTE LEVAR O XEROX DA RECEITA, FARMACÊUTICO É LERDO MAS NÃO É TONTO E NEM INOCENTE. Vai perceber que é um xérox e ainda você vai passar vergonha.

GENTE ESPERTA DEMAIS TEM EM TODOS OS LUGARES.

Medicamentos antiinflamatórios injetáveis

17 ago

Eu prometi que ia postar os medicamentos aplicados em drogaria, os mais comuns e que todo mundo morre de medo. (principalmente os homens)

Eu vou fazer cada post um pouco de cada grupo pra não ficar monótono os posts, então hoje só vou escrever dos antiinflamatórios

Então aí está:

Dexacitoneurim (Dexalgen, Dexador, Dexagil)

Ele vem em 2 ampolas sendo 1 ampola de vitamina B1, B6, B12 e procaína (um analgésico) e a outra ampola com dexametasona que é o antiinflamatório. Esse medicamento serve para tirar inflamações e dores de origem tipo tendinite, coluna, nervo ciático. E é aplicado na bunda sem dó e nem piedade, ele arde um pouquinho na hora que entra no músculo. Ele é bem líquido, não exige muito esforço do aplicador para aplicar.

Diprospan e Diprospan Hypak

Esse não é necessário comprar a seringa para a aplicação, a mesma já vem dentro da caixinha, o que facilita pra você que vai tomar e pra quem vai aplicar. Ele é um antialérgico, antiinflamatório, geralmente quem tá com rinite, sinusite, ites da vida que tomam, é uma boa opção quando a gripe tá bravaaa! É bem pouquinho líquido e quase não doi na hora de aplicar. (sem medo ok?) Também se aplica no músculo do glúteo.

A única diferença do Diprospan normal para o Diprospan Hypak é que a seringa já vem preenchida com o medicamento, ele não vem em ampola, já vem tudo prontinho é só virar a bundinha e mandar bala.

Duo-decadron

É uma suspensão injetável, ou seja, bem dolorido pois é mais concentrado, necessita-se de 2 agulhas uma mais grossinha para aspirar o líquido do frasco ampola e uma mais fininha (não tanto mais) para aplicar (já vem tudo dentro da caixinha do medicamento, não precisa comprar separado), ele não é muito vendido em drogaria, é pra um tratamento mais curto de inflamação.

Movatec

Cuidado! Esse medicamento forma bastante espuma na hora de aspirar, deve-se ter bastante cuidado e aspirar bem lentamente para não estragar o principio ativo do medicamento, a embalagem contem 5 ampolas de meloxicam que é um antiinflamatório, usando em artrite reumática, artroses e reumatismo. Também é de uso intramuscular.

O glúteo aguenta um volume de até 5mL de medicamento. O braço 3 mL. O músculo vasto lateral da coxa 4mL e o ventrogluteo 5mL também. Tá aí mais um porque da preferência de aplicação no glúteo.

Para medicamentos aquosos pode-se usar agulhas de 0,70mm e para medicamentos oleosos de 0,80mm. É claro que, na maioria das drogarias ou em todas não se troca a agulha para aplicar, apenas se o medicamento for uma suspensão que necessite de uma agulha mais grossa pra aspirar, mas geralmente se aspira com a mesma agulha que se aplica, não isso não é errado, relaxem.

Observem bem quando alguém aplicar algo em vocês se o medicamento não volta sabe? Não sai pra fora? Porque se isso acontece se for um caso de anticoncepcional pode gerar uma gravidez não programada sabe? Então cuidado vocês que aplicam e vocês que recebem.

Esclarecendo dúvidas: Dramin como estimulante sexual

13 ago

Não! Você não é o primeiro a se perguntar sobre dramin como estimulante sexual. Sim! Existem mais pessoas com problemas de ereção sem ser você! Sim! O seu marido não é o único a falhar na hora H! Sim! Provavelmente ele tem uma amante! (Bom se bem que eu parto do seguinte princípio psicológico: quando uma pessoa tem um amante fica mais amorosa, mais intensa e mais mais mais.. tudo para tirar aquele peso da consciência, agora se ele vem brochando… é porque a coisa está pior do que eu esperava NEM PESO NA CONSCIÊNCIA ELE TEM MAIS!)

Poréemmmmmmmmm falhar na hora da ereção pode acontecer com qualquer um né?

Dramin, seu principal uso é para combater o famoso enjoo nas viagens, e também dá um sono danado, o efeito do Dramin pode durar de 3 a 6 horas, porém se você tomar o vidrinho inteiro, VAI DORMIR E FICAR SEM FAZER XIXI UM BOMMMMMMMM TEMPO.

Após muitos dias de pesquisa, eu não consegui entender porque tanta gente me pergunta se o Dramin pode ser usado como estimulante sexual, porque não tem NADA na fórmula dele que aponta para o efeito de ereção.

Até pode ser que ele haja como tal pois ele aumenta a pressão dos vasos sanguíneos, o que pode FAVORECER, entendam bem essa palavra FAVORECER a ereção.. Porém meus caros brochas de plantão (não me falem que é só curiosidade, alguém que quer tomar coisa pro piupiu levantar é porque tem problemas OU vai pra uma noitada com putas fubengas) eu sugiro a seguinte proposta com vocês: VOCÊS TOMEM DRAMIN E OBSERVEM O EFEITO DO SEU PÊNIS, e me contem subiu ou não subiu?

Realmente porque todo dia alguém me pergunta isso e eu não encontro respostas.

Caso alguém concorde em fazer essa pesquisa, pode me contar via e-mail ou comentário que eu não vou divulgar pra ninguém, pode até ser anonimamente.  Não, não é pra ter vergonha se você está com problemas de ereção, um tratamento adequado e farmácos que já estão bastante tempo no mercado com certeza vão ajudar, o viagra hoje em dia está tão barato quanto um Dramin B6.

Aliás, qual a diferença do Dramin B6 pro Dramin normal?

Aparentemente creio que o Dramin normal vai sair do mercado, só ficará o Dramin B6 e não sei porque diabos tem gente que não gosta do Dramin B6, o principio ativo é o mesmo, porém o Dramin normal não deve ser usado em grávidas porque ele corta a produção de leite, já o Dramin B6 contém uma vitamina (Cloridrato de piridoxina) que não atua reduzindo a produção de leite.

Bom, quem tomar dramin com o intuito de ereção e der efeito, ME CONTEM HEIM, tô hiper curiosa.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.